Análise: São Paulo 1 x 2 Atlético-MG

Uma das partes mais difíceis de ter um site sobre o tricolor, é escrever uma análise após um resultado adverso. É extremamente desanimador e requer muita força de vontade de escrever algo sobre mais um jogo com falhas individuais.

Ontem (17), foi um dia de recordar os 25 anos da primeira vez que conquistamos à América, o marketing do clube fez um belo trabalho ao relembrar o último jogo da final de 1992. E a lembranças não pararam por aí, hoje as camisas do tricolor estavam homenageando os jogadores campões daquela época.

Estava tudo ótimo até o começo do jogo. O time entrou em um 3-4-3, com o desfalque de Rodrigo Caio que sentiu um edema na coxa e mais uma vez com Lugano no banco. Com o trio defensivo em campo, o resultado não foi outro. Antes dos 10 minutos iniciais, o time do Atlético-MG fez colocou a zaga do São Paulo na roda de bobinho e fez o primeiro gol da partida.

No intervalo do jogo, Rogério Ceni tirou o apagado W. Nem e colocou Thiago Mendes, dessa forma acabou adiantando o Marcinho para o ataque. A alteração surtiu efeito, e logo aos 44 segundo, Júnior Tavares fez uma bela jogada e tocou para o próprio Marcinho empatar a partida e fazer o seu primeiro gol com a camisa do clube.

O São Paulo teve até algumas boas chances perdidas pelo Lucas Pratto, mas que definiu o jogo, mais uma vez, foi a zaga do tricolor. Em um cruzamento do Atlético-MG, Lucão cortou mal e deu a bola de presente para o desempate do adversário.

Após o término da partida o jornalista do canal Premiere perguntou ao Lucão sobre a pegação da torcida no pé do atleta. E o mesmo respondeu que isso já tem bastante tempo e que estava de saída do clube.

Vamos as análises individuais:

Renan Ribeiro: Mais uma vez traído pelo zaga, não teve culpa nos gols que levou. Nota: 60

Éder Militão: Fez algumas atrapalhadas na partida, mas depois foi mais regular. Nota: 50

Maicon: Desatenção no primeiro gol e teve uma parcela de culpa no segundo. Nota: 40

Lucão: Mais uma vez entregando uma partida. Nota: 30

Marcinho: Melhorou de rendimento após ser deslocado para o ataque e fez o único gol do tricolor. Nota: 70

Jucilei: Só não rende mais, porque fica muito sobrecarregado devido ao Cícero. Nota: 60

Cícero: Não dá mais pra ser titular do São Paulo!. Nota: 35

Júnior Tavares: Fez uma belíssima jogada que resultou no gol tricolor. No Geral, foi regular. Nota: 65

Cueva: Parece que o “verdadeiro” Cueva retornou da seleção peruana. Vinha bem, mas acabou cansando na segunda etapa. Nota: 55

Wellington Nem: Apagado no jogo. Nota: 40

Lucas Pratto: Brigou bastante, mas estava com o pé descalibrado hoje. Nota: 55

Thiago Mendes: A sua entrada adiantou o Marcinho pra ponta. Voltou agora de contusão, ainda está pegando ritmo. Nota: 50

Bruno: Sua entrada foi para mudar a formação, mas estrada errando até cobrança de lateral. Nota: 50

Gilberto: Entrou no final da partida. Sem nota

Rógerio Ceni: Não dá mais para ficar insistindo nesta zaga e nem com Cícero, tem a sua parcela de culpa na derrota. Nota: 45

 

Estatísticas do jogo
Avalie

Sou publicitário, trabalho com sites e apaixonado pelo tricolor paulista! Resolvi juntar todas as minhas paixões e transformá-las no #TeamSãoPaulo.

Sem comentários

Deixe um comentário